Qual a influência da menopausa na vida sexual da mulher?

Câncer de colo de útero e de mama estão entre os 5 tipos da doença que mais atingem mulheres
6 de Abril de 2018
O pré-natal é uma das maiores provas de amor de uma mãe pelo seu filho
23 de Abril de 2018

As mulheres na faixa dos 50 anos têm vários desafios, um deles é manter a vida sexual ativa após a menopausa, período em que os ovários diminuem maciçamente de produzir os hormônios como estrogênio.

A diminuição de libido e o ressecamento vaginal são alguns dos sintomas que atingem diretamente o dia a dia da mulher nessa idade.

No entanto, a vida sexual está muito mais relacionada à mente do que aos hormônios. É preciso acabar com essa ideia de que quando a mulher está na menopausa, terá uma vida sexual ruim. É fundamental um acompanhamento ginecológico adequado para reduzir os sintomas.

Pode ser considerada menopausa estabelecida quando a mulher fica um ano inteiro sem menstruar. Antes, algumas delas possuem ciclos irregulares e ondas de calor. A musculatura do assoalho pélvico também envelhece, provocando a flacidez vaginal, que contribui para o ressecamento. Existem muitas medidas para melhorar a vida da mulher madura, mas é necessário antes conversar com o ginecologista de sua confiança para verificar as possibilidades.

Sua saúde e a saúde de sua família são muito importantes, cuide com muito carinho. Por isso, em caso de dúvidas procure um profissional capacitado para atendê-los integralmente. As informações neste site pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança.

Beijos,
Dra. Priscila K. Matsuoka | Ginecologia e Obstetrícia | CRM 133872
Sem conflitos de interesse a declarar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *