Mulher moderna: Benefícios da reposição hormonal feminina

Gravidez após os 40 anos: conheça os riscos e as vantagens!
14 de Março de 2018
Menstruar tomando anticoncepcional: Entenda o escape menstrual
29 de Março de 2018

É uma dúvida muito comum que recebo no consultório: mulheres querendo saber se estão na menopausa!!! Pela definição consideramos que a menopausa começa após um ano da última menstruação. No entanto, os sintomas da famosa menopausa podem vir até 2 anos antes da menopausa em si, período conhecido como perimenopusa. Os sintomas encontrados mais frequentes costumam ser secura vaginal, dor durante o sex0, ondas de calor, suores noturnos, problemas para dormir, mudanças no humor, dificuldade na aprendizagem e foco, ganho de peso, queda de cabelo e diminuição do tamanho dos seios e pele ressecada.

Para algumas mulheres, não há desconforto com essa etapa de transição, já outras possuem sintomas tão intensos a ponto de prejudicar a qualidade de vida. Uma das soluções para o problema é a reposição hormonal feminina.

Mas não são todos os casos que têm como solução a reposição hormonal. Mulheres que já tiveram câncer de mama ou de endométrio, presença de sangramento vaginal anormal sem diagnóstico, diabetes descontrolada, colesterol alto, hipertensão, doença hepática ou cardíaca severa não são indicadas para esse tipo de tratamento. Para ser submetida ao tratamento é necessário ter indicação e avaliar o caso individualmente. Dessa forma, efeitos colaterais indesejados podem ser evitados. A reposição hormonal melhora o aspecto da pele, das unhas e cabelo. Também aumenta a libido, devido à melhora da lubrificação e autoestima feminina.

Se você tem entre 45 e 55 anos e já sente os sintomas da menopausa, converse com um ginecologista de sua confiança a possibilidade de realizar reposição hormonal.

Sua saúde e a saúde de sua família são muito importantes, cuide com muito carinho. Por isso, em caso de dúvidas procure um profissional capacitado para atendê-los integralmente. As informações neste site pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança.

Beijos
Dra. Priscila K. Matsuoka | Ginecologia e Obstetrícia | CRM 133872
Sem conflitos de interesse a declarar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *