Minha bexiga caiu, e agora?

Vulvodínia causa dor e desconforto para as mulheres
16 de Maio de 2018
Descomplicando os métodos contraceptivos: DIU
22 de Maio de 2018

A cistocele, também conhecida como prolapso da bexiga ou “bexiga caída”, é uma consequência do enfraquecimento da musculatura e fáscias do assoalho pélvico, sobretudo entre as paredes da vagina e bexiga, ocasionando sua queda.

Para o aparecimento dos prolapsos genitais é necessária uma combinação de fatores de risco como por exemplo o envelhecimento, a menopausa que leva a diminuição dos níveis hormonais, obesidade, tabagismo e partos vaginais.

Os sintomas da cistocele variam de acordo com o grau da doença. Quando a bexiga cai apenas um pouco, não há sinais visíveis. Já em casos mais avançados, pode ocorrer a pressão na pele e na vagina, sensação de corpo estranho, dificuldade de iniciar ou finalizar a micção, aumento da vontade de urinar, retenção urinária, infecções no trato urinário recorrentes e dor para ter as relações.

O diagnóstico da cistocele é realizado por um especialista, uroginecologista. O tratamento de casos leves é feito com exercícios para fortalecer a musculatura perineal. Em casos avançados, o tratamento é cirúrgico, com a correção do prolapso com o próprio tecido da paciente ou com uso de telas sintéticas (em casos muito específicos). Caso a paciente tenha contraindicação da cirurgia ou não queira operar, o pessário é uma boa opção.

Sua saúde e a saúde de sua família são muito importantes, cuide com muito carinho. Por isso, em caso de dúvidas procure um profissional capacitado para atendê-los integralmente. As informações neste site pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança.

Dra. Priscila K. Matsuoka | Ginecologia e Obstetrícia | CRM 133872
Sem conflitos de interesse a declarar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *