Gêneros diferentes, direitos iguais

Se a abordagem é agressiva, meu número é 180
15 de Março de 2017
Entrevista da Dra. Priscila Matsuoka para a Nutriangels
15 de Março de 2017

O Dia Internacional da Mulher muitas vezes é lembrado como mais um dia festivo, de homenagens e elogios que enaltecem a mulher como mãe e esposa. Entretanto, o dia 08 de Março vai além de bombons e flores, é um data marcada por reinvindicações e manifestações e deveria servir para enfatizar os problemas enfrentados pelas mulheres na busca de igualdade na sociedade e até mesmo na própria casa.

A desigualdade entre os gêneros é uma realidade em todo o mundo, e foi construída durante toda a história. Com o empoderamento feminino nos últimos anos, o papel da mulher na sociedade vem crescendo e se fortalecendo. Mas é só o começo, ainda há muito o que fazer!

Na Nigéria, as meninas vivem em perigo simplesmente pelo desejo de frequentar as escolas. Os ataques à educação acontecem em todo o mundo. E sabe o porquê? Educar uma garota é a chave para construir comunidades estáveis e igualitárias. Só assim ela saberá o seu valor, exigirá seus direitos e terá as mesmas oportunidades.

O movimento “The Half the Sky” visa pôr fim à opressão sofrida pelas mulheres e meninas em todo o mundo. No link abaixo você confere uma plataforma que reúne vídeo, sites, jogos, blogs e outras ferramentas educacionais para não apenas aumentar a conscientização sobre as questões das mulheres, mas também dar passos concretos para combater esses problemas e capacitar as mulheres. A mudança é possível, e você pode fazer parte da solução.

➡️ Por que é tão assustador meninas inteligentes?

Beijos,


Dra. Priscila K. Matsuoka
Ginecologista e Obstetra
CRM 133872

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *